sexta-feira, outubro 24, 2008

Publicidade enganosa

Olá amigos:

Outro dia, sem nada para fazer, ocupei-me a ler revistas que dão conta da vida ocupadíssima do jet-set português.

Depois de ler algumas, constatei que os implantes mamários estão na moda e que a grande maioria das “tias” e das barbie-girls, são activas adeptas. Elas andam eufóricas….

As meninas andam descontentes, com as maminhas que Deus lhes deu, que resolveram então recorrer á mão do homem, para as pôr ao gosto de cada uma.

Creio que mais que uma aparência estética é a moda, pois se a vizinha do lado ou a amiga do cabeleireiro, fazem furor com as novas mamócas…porque não experimentar e andar na moda também.

Elas escolhem o modelo e o Sr. Doutor faz o milagre. Depois do milagre feito, saem as meninas cheias de confiança e auto-estima. Logo correm para a casa das amigas, percorrem as festas mais “in”, para pomposamente exibirem os artificiais adornos.

No tempo do meu avozinho, quando ele sequiosamente contemplava um anafado peito, de uma coisa tinha a certeza…era tudo real. Nos dias de hoje a tarefa é bem mais difícil, a não ser que o Sr. Doutor, coloque na rechonchuda maminha, uma etiqueta com a validade ou algum código de barras.

Aliás desde já vos digo, caros amigos que era de uma grande utilidade, para se acabar de vez com a publicidade enganosa.

Mas para estas meninas, umas volumosas maminhas só tens vantagens.
Imaginem as meninas ocas, sem assunto e sem capacidade para manterem um diálogo. . . concertesa que a outra parte abandonaria a mesa e seguiria a sua vida. Mas com um farto decote….com uma conversa sem assunto o rapazinho ao menos já tinha com que se entreter, olhando para as falsas maminhas.

Na minha humilde opinião, antes do aspecto físico as pessoas valem por aquilo que são. Mas o interior de cada um, não é visível e não pode ser exibido, como um volumoso decote.

Segundo a tradição, o que hoje é moda amanha deixa de o ser e se …as maminhas arrebitadas deixam de estar na moda???

AAAAAAAAAUUUUUUUUU
AAAAAAAAAAUUUUUUUUUUU

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home