quarta-feira, novembro 05, 2014

NOITE




Chega a Noite....noite divina e desejada.

A Noite é o meu reino, é na noite que vivo é da noite que me alimento.

De dia cada um de vos é uma voz inaudível, de noite o meu uivo troa pacífico e inconfundível, pela imensidão das trevas.

Vocês que se erguem pela alvorada e se esgueiram pelo ocaso, julgai-vos normais....sendo eu o ser aberrante.

De noite tenho vida, tenho luz e vontade própria, enquanto vocês de dia, sois um entre muitos.
Autênticos autómatos, sem vontade própria seguindo as regras de cegos, que vos conduzem para o barranco.

O que vos intimida na noite? A escuridão....o silêncio...os enigmas ou apoquentação dos vossos fantasmas?

De noite respiro liberdade, enquanto vocês de dia sois sufocados pela vontade alheia.

Serei eu, então a aberração ambicionada, mas censurada pela globalização dos estigmas do pensamento?

No meu mundo, vocês é que sois anômalos, viveis privados da liberdade espiritual.

Não olhais o céu porque não podeis voar, no meu mundo mesmo encarcerado sou livre, porque tenho liberdade de pensamento...é essa a grande diferença...Voo em pensamento e quando assim o é...nada me pode enclausurar.

De noite movo montanhas, toco nas estrelas é na noite que o amor é livre.

Sois comandados pela hora de chegada e partida...de noite não há fronteiras do Tempo...mesmo assim julgai-vos livres, quando até o Tempo vos comanda...

Sois como os cães, que desprezam o Lobo mas invejam-lhe a liberdade e a coragem, dominados por um caçador que odeia e admira a criatura Lobo....que triste sina a vossa.

Um mundo em só podeis latir á ordem e não a vosso belo prazer, mas o que vos importa é seguir as regras, serem obedientes.

Apesar de passearem entre a multidão, estais sós....na noite não há momentos para me sentir sozinho...a Lua e as estrelas, no firmamento acompanham-me, não preciso fingir uma infiel ventura....mesmo assim temeis a Noite.


Enquanto vocês povoam a mente das vossas criancinhas com fantasmas e medos da noite escura, eu ensino a minha Alcateia a escutar e respeitar a noite...a saborearem a Liberdade, a movimentarem-se em silêncio, a velarem e a escutar a Noite, enquanto o banal dos mortais dorme .

Enquanto os enigmas da noite vos apavorara, eu aprendi a conviver com os seus mistérios....a Noite é mulher e como todas as mulheres, ela guarda os seus segredos.

A noite é uma musa inspiradora, que conduz a minha Alma na escrita, enquanto que para vós é sinonimo de pesadelos e criaturas demoníacas.

Mesmo assim evitais a noite, receais o nevoeiro da noite, onde avistais os espectros do Passado....eu visualizo uma porta aberta para o Futuro.

A noite está muito além da vossa compreensão, para viveres na noite tendes que ser parte integrante da Noite ...tens que amar a Noite e Noite cuida de forma maternal.

AAAAAAAAAAAUUUUUUUUUUUU

AAAAAAAAAAAAAAAAUUUUUUUUUUUU

DIREITOS RESERVADOS - PROIBIDA QUALQUER CÓPIA OU REPRODUÇÃO SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Perfeito Parabéns

4 de março de 2015 às 16:53  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home