quinta-feira, novembro 08, 2007

O Circo chegou...

Olá meus amigos:

Por vezes dou comigo a pensar, que a realidade nacional é um sonho, ou melhor, um pesadelo, e que a qualquer momento uma alma caridosa, me há-de acordar e …ver que …apenas foi um pesadelo.

Os nossos políticos, fazem da vida política um autêntico circo, em que os animais amestrados, que lhe deram o “poleiro”, são o Povo. Povo este, que está enjaulado e a merce dos tratadores, comem quando lhes dão, agridem-nos quando assim acham que merecem.

O nosso Primeiro-ministro, pessoa bem-falante e com boa presença, além de bom desportista, ilude o Povo, com o seu sorriso sarcástico, fazendo jus a um autêntico sofista grego.
E é claro, que como fiéis seguidores, os demais Ministros, seguem-lhe as pisadas, embora muitas vezes, nem sempre em sintonia.

Ora vejamos, o Sr., José Sócrates, esta semana emproou-se a revelar que a vacina contra o cancro do útero, faria parte do Plano Nacional de Vacinação, partir de 2008. Desde de já vos digo, que sou como S. Tomé, só vendo para crer. Pois esta personagem da vida política Portuguesa, muitas promessas tem feito ao Povo, mais parece que acena com um naco de pão a um mendigo, que já coloco as minhas dúvidas, quanto a credibilidade de tal oferta.

Mas cuidado Sr. Primeiro-ministro, por vezes brincar muitas vezes com os ursos, com um pau curto, poderá um dia, sair-lhe mal…ainda encontrará um dia um urso mais atrevido, que lhe arranca pau e mão…era melhor o braço todo…

A hipocrisia neste País é única no Mundo e os nossos políticos andam a abusar na dose.

O Sr. Sócrates, pessoa preocupada com a saúde nacional, apregoou a vacina contra o cancro do útero, para as meninas portuguesas e semanas antes, sempre preocupado com os doentes nacionais e para que nada lhes falte, deu o aval para que sejam distribuídos kits de seringas e demais acessórios, para consumo de estupefacientes, no interior das cadeias.

Meus amigos, eu sou ignorante e as vezes bem queria nem saber ler nem escrever, mas não entendo… se o consumo é proibido no interior das cadeias, o porquê da distribuição de tais kits? Não constituirá a agulha um perigo, para a segurança das cadeias e de quem no seu interior trabalha? Porque é que o Sr. Sócrates ou outro Ministro qualquer, não revelaram os custos desses kits?

Em vez de se estar a alimentar um vício, porque não se usa esse dinheiro, que é dos contribuintes, do Povo, para ajudar os diabéticos, que pouca ou nenhuma comparticipação têm por parte do Estado? E os demais doentes crónicos, como são o caso dos asmáticos?

Vejamos no caso dos diabéticos, que existe uma pequena maquina que lhes simplifica a vida e que custa a módica quantia de 3 mil euros, o Estado comparticipa em zero euros. A este aconselho mudarem-se para a vizinha Espanha, na qual a mesma máquina é comparticipada na totalidade.

Mas há mais meus amigos, esta semana foi bem recheada de palhaçadas por parte dos nossos Ministros.

Voltemos novamente à saúde, que sinceramente está de rastos. O Sr., Primeiro-Ministro, sempre na “onda” da boa vontade, apregoa uma eventual comparticipação para a vacina da Meningite, que actualmente faz parte do Plano nacional de Vacinação, mas só para quem tem dinheiro, porque se não tiver esta vacina já deixa de fazer parte do mesmo Plano.

Ou seja, a dita vacina é ministrada em 5 doses individuais, a um custo de 75 euros cada, o que perfaz um total de 375 Euros, na qual o Estado comparticipa com nada.

Desta forma não custa governar, custa é viver.
Quem não tem dinheiro, está fodido…ou vai rezando á Nossa Senhora pelos filhinhos, pedindo que nenhum mal lhes aconteça.

Continuando, após as declarações do Sr. Sócrates, vem o Sr. Duarte Campos, contradizer o seu Mestre, declarando que não será para breve a comparticipação da vacina, que tudo está em estudo e parafraseando o Sr. Ministro da Saúde “ não devemos pôr a carroça à frente dos bois”.
Bem, meus amigos, como os estudos em Portugal, demoram uma eternidade quando assim convêm ao Governo, tão cedo não teremos comparticipação.

Depois a comparação é engraçada Sr. Ministro, quem está habituado a fugir as responsabilidades que lhes competem é o Estado e seus Governantes, mas agora fugirem para trás da carroça… Concerteza que o Povo não se importa que os Srs. empurrem a carroça em vez de a puxarem…

Se não acreditam nesta fantochada vejam um canal, que vos vai fazer rir e ver o estado da nação, que é o Canal Parlamento, em que uns dormem outros lêem o jornal, enquanto um burro qualquer fala. Os mais inteligentes nem lá aparecem…

Mas a culpa disto tudo, deve ser do barbeiro Paquistanes, com ligações Bin Laden, que foi detido no Porto e qualquer dia ainda vou ser seu companheiro de cela, por tais crónicas…

AAAAUUUUUUU
AAAAAAAAAUUUUUU

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Concordo com tudo o que li, mas não fosse 2008, o ano pré eleições, e em que é preciso preparar mais um mandato, por isso, há que fazer valer algumas promessas, além de baixar o IVA, de comparticipar uns quantos medicamentos (que acredito que venha a acontecer), de umas tantas amnistias, preparando assim terreno para as próximas legislativas. O ano de 2009, vai ser sem sombra de dúvidas um ano que vai trazer a bonança, enganam assim o Zé Povinho, e já no "trono", ordenam que se volte a apertar o cinto.
E começamos tudo de novo, a política hipócrita, e sem bases sociais, e muito menos humanos, os ricos vão ficar mais ricos, os pobres mais pobres, abrindo assim um fosso, a que antes chamávamos classe média, e sem nos apercebermos caminhamos a passos largos para o terceiro mundo.
O que será do nosso País?

MM

10 de abril de 2008 às 20:39  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home